Ando vendo por aí

não sei o que pensar de um homem aranha apadrinhado por tony stark... SEI LÁ

ver imagem

The Witcher vai virar seriado e eu nem chorei, fiquei só tremendo

Geralt de Rívia

POIS É. SEGURA ESSE MEU CORAÇÃO.

Netflix vai produzir A Saga do Bruxo Geralt de Rívia, esse homão da porra, e MANO DO CÉU, PUTA QUE PARIU.

Fiquei só tremendo meme

Não foi lançada muita informação sobre o seriado, mas vou falar pra vocês sobre essa saga e porque eu tô tão animada! Eu ia postar sobre isso quando finalmente terminasse todos os livros, mas não dá pra ignorar essa notícia. Tô pensando nela desde que eu li! Tô perplecta!

A história foi escrita como uma série de contos (com o nome Wiedźmin), depois transformados em livros, pelo polonês Andrzej Sapkowski e o primeiro livro, O Último Desejo, lançado em 1993. O que é curioso, já que o segundo, A Espada do Destino, foi em 1992. Acho que ainda não tinha uma ordem certa lá.

Eu conheci essa saga maravilhosa porque joguei o jogo The Witcher 3 Wild Hunt (pra PS4). QUE JOGO, MEUS QUERIDOS.

Geralt de Rívia

No jogo, controlamos 2 personagens. Geralt de Rívia e Ciri <3.

Geralt e Ciri - The Witcher Wild Hunt

Geralt é um bruxo, o que na saga quer dizer que foi uma criança que passou por processos mutacionais para se tornar um bruxo. Ele é um caçador de monstros por recompensa e possui uma série de habilidades não humanas, devido as suas mutações. Também devido a isso, ele tem os cabelos brancos e olhos amarelos, como os de um gato. O bruxo também consegue, por meio de uma espécie de magia, lançar o que são chamado nos livros e jogos de sinais (nos jogos: Aard, Igni, Yrden, Quen e Axii. Nos livros: Aard, Igni, Yrden, Quen, Heliotrop, Somne e Axii). Sendo cada um dos sinais, um poder diferente.

Sinais - The Witcher Wild Hunt

Sinais (do jogo)

O bruxo é mais rápido, tem mais força e estamina, consegue ouvir e ver melhor do que os outros bruxos porque foi submetido a mutações experimentais, além de usar elixires para melhorar seus sentidos nas batalhas. Geralt é muito anti-político (não se envolve nas guerras políticas, nem escolhe lados) e tem um código de moral/ética muito forte, não mata/ou evita, seres sencientes.

Ciri é a princesa herdeira de Cintra (pelo menos nos livros), é a Criança Surpresa e está ligada a Geralt pelo Laço do Destino. Ela é muito poderosa e tem pouco controle/conhecimento da dimensão de seus poderes. Nos games ela é a Senhora do Espaço Tempo, resumindo, ela é foda pra caralho. Ela é a criança destinada a Geralt mesmo antes de seu nascimento. Tem cabelos brancos como os dele e olhos verde esmeralda. (Meu personagem favorito de todos, socorro).

Ciri - The Witcher Wild Hunt

E por conta do jogo, descobri uma série de 6 livros! Sem pretensão nenhuma, me vi completamente apaixonada pela narrativa e personagens. Devorei 4 livros em 2 meses. Tô aqui na metade do 5º. Vou focar um pouco na história dos livros (ainda não terminei a saga, mas segura o hype e o…

SPOILER ALERT! Pequenos spoilers, continue a leitura com cautela.

Vamos lá, começar do começo. Esses são os livros que existem da Saga do Bruxo (com links pra Amazon):

O Último DesejoA Espada do DestinoSangue dos ElfosTempo do DesprezoBatismo de FogoA Torre da AndorinhaA Dama do LagoSeason of Storms
impressoimpressoimpressoimpressoimpressoimpressonão lançado ainda em português não lançado ainda em português
kindlekindlekindlekindlekindlekindlenão lançado ainda em português não lançado ainda em português

Os livros contam, obviamente, as histórias do Bruxo Geralt de Rívia…

(mais…)

Que tempo bom pra ser nerd, né?

Lá vem mais uma lista… Que lista bonita, que lista formosa! Quando eu era criança, tinha que gostar de boneca que fazia xixi quando a gente apertava a barriga dela, no entanto, eu só queria jogar um pouquinho disso aqui:

Hoje tá liberado todo mundo curtir quadrinhos e filmes de pessoas com super poderes. Todo mundo pode gostar de filmes baseados em lendas e contos doidos. Então temos Marvel e DC disputando um espaço na cachoeira de dinheiro que jorra do cinema geek. A galera reconta os contos, aumenta um ponto e PÁ, temos aí um monte de coisa pra ver. Que tempo bom pra ser nerd, né?

VAMO QUE VAMO, criei minha listinha de espera em ordem de lançamento:

Logan (2 de março)

A Bela e a Fera (16 de março – mudou de data!)

Power Rangers (23 de março)

Vigilante do amanhã: Ghost in the Shell (30 de março)

Guardiões da Galáxia vol. 2 (4 de maio)

Mulher Maravilha (1 de junho)

PODEROSÍSSIMA. Aliás, uma das coisas que mais gostei no filme Batman x Superman. E essa guitarrinha é fooooda! TURURURUUUUUUUU heiuheiuhei Faço air guitar SEMPRE. Esperanças positivas pra esse filme!

Meu Malvado Favorito 3 (29 de junho)

Homem-Aranha: De Volta ao Lar (6 de julho)

Desde quando vi Guerra Civil e apareceu a palavra QUEENS na tela, e eu dei gritinhos no cinema, que eu soube o quão foda foi o filho pródigo, Peter Parker a.k.a. Homem Aranha, volta para a Marvel a.k.a. fazedora de dinheiro de filmes de super heróis!

Kingsman: O Círculo Dourado (29 de setembro – UK)

Blade Runner 2049 (5 de outubro)

Thor 3: Ragnarök (2 de novembro)

Liga da Justiça (16 de novembro)

Star Wars: Episódio VIII – O Último Jedi (15 de dezembro)

 

Onde errou Mafia III?

mafia3-1

Estou aqui jogando (sem muita empolgação) o jogo Mafia III, desde que voltei de viagem, pouco mais de 20 dias… Eu fiz de tudo pra ignorar as reclamações das pessoas em reviews e etc, porque eu sei que a galera gosta de reclamar, e aturei o tanto que pude até, finalmente, admitir pra mim mesma que todas as reclamações têm fundamento…

Então, onde exatamente errou o jogo Mafia III?

1 – Mundo aberto

Acho que o primeiro – e óbvio – erro do jogo foi desistir da história linear (que tanto fez sucesso com o incrível Mafia II) e criar um mundo aberto. Primeiro porque o mundo que criaram é morto. New Bordeaux não tem o mesmo charme e musicalidade de sua suposta réplica, New Orleans. Eu não me importo *muito* com os gráficos, porém é difícil perceber muitas melhoras entre o Mafia 2 pro Mafia 3… inclusive às vezes parece que o 2 é ainda mais bonito que o 3, o que não faz muito sentido.

Mafia 2

Mafia 2

Mafia 3

Mafia 3

Aqui vai uma foto real de New Orleans de 1963:

New Orleans

New Orleans 1963

A diferença gráfica entre o Mafia 2 e 3 é muito pouca. Mafia 3 se parece, de fato, com o que era Nova Orleans no passado, mas não tem a vivacidade, nem o apelo cultural e musical que a cidade tinha. Vou imaginar aqui que o lance da música é por causa de direitos autorais, mas sei lá… Apesar de ter atividades para fazer (sempre relacionadas a crime: traficar, roubar, etc), você as faz muito rápido e depois de um tempo, tudo parece muito igual e as coisas se repetem O. TEMPO. INTEIRO.

2 – Personagens Não Jogáveis

Os NPCs (Personagens não jogáveis) estão ali em pouco número, são quase iguais uns ao outros, são incrivelmente estúpidos e não adicionam em nada a cidade. Alguns interagem com você, alguns são racistas e alguns até falam francês (herança cultural, muito legal esse detalhe, btw).

Eu sei que lá em sessenta e pouco as pessoas tinham um estilo que pareciam iguais, mas sério, poderia não ter ninguém que não faria diferença… a única coisa que servem é pra chamar a polícia quando você dirige como um maníaco embriagado.

3 – Nada de divertido pra fazer

Eu não sei exatamente em que ponto do jogo eu tô, mas eu senti falta de coisas divertidas pra fazer. O que faziam as pessoas pra se divertir lá nos anos 60? E, digo mais, o que faziam gangsters para se divertirem naquele tempo? Corrida de carros, boxe, barraca de tiro, cartas? Sei lá, e dependendo do jogo, não vou poder vivenciar essa experiência (não agora, pelo menos). Bom, imagino que em Nova Orleans, berço cultural de músicas como Jazz e Blues, deveria ser interessante entrar num bar e encher a cara enquanto escutava umas músicas maneiras. Especialmente se você é um homem negro, constantemente perseguido por mafiosos e pela polícia, além de enfrentar imbecis de movimentos sulistas e segregacionistas. Por mais repetitivo que isso pudesse ficar com o tempo, em algum momento do jogo, seria legal pra quebrar a tensão do homem procurando vingança a qualquer custo, que é a história principal de Lincoln Clay (personagem principal e quem você joga).

Não seria divertido, embalados pela fama e talento de Muhammad Ali, nós víssemos rings e lutadores de Boxe nas academias e tal? Pô, acho que sim.

muhammad-ali

4 – Inimigos MUITO burros

Cara, imagina que tem um monte de inimigos onde você quer matar um sub-chefe lá… tem, tipo, uns 40 caras. E você pode matar todos eles somente assobiando e atraindo-os pra o lugar onde você está… E aí fica uma pilha de corpos de NPCs num único lugar. Cara é uma coisa muito imbecil. A inteligência artificial desse jogo é ruim demais. Inclusive até os seus amigos são bocós. Tipo, a menina que pega o seu dinheiro (Consiglieri) e o cara que te vende armas e tal, eles vêm desembestados de carro na rua, às vezes param no meio da rua, tipo, muito discretos. kkkkk

Mas a história é boa demais…

…de modo que você tenta superar o fato de que com 1 ou 2 jogadas você pode (e, provavelmente, vai) matar todo mundo. O jogo tem uma história massa, mostrada como se fosse um documentário, as cenas com os personagens interagindo e descobrindo coisas sobre o Sal Marcano são muito boas, porra! A trilha sonora, claro, boa demais ❤️.

Como que você pega um jogo com tanta possibilidade e deixa ele MEDIANO 😠 ? Na posição de MEDIANO, o game não vale R$250 reais (ou os 60 dólares que gastei na gringa). Ele vale, tipo de R$100 – R$150. Qualquer coisa acima disso é gasto de dinheiro.

Nota 5 de 10.

Fui! Paz ✌️.