Ando vendo por aí

O que acho dessa teoria maluca dos Astronautas do Passado

ver post

Minha viagem pra Disney, em 2013

ver post

Que tempo bom pra ser nerd, né?

Lá vem mais uma lista… Que lista bonita, que lista formosa! Quando eu era criança, tinha que gostar de boneca que fazia xixi quando a gente apertava a barriga dela, no entanto, eu só queria jogar um pouquinho disso aqui:

Hoje tá liberado todo mundo curtir quadrinhos e filmes de pessoas com super poderes. Todo mundo pode gostar de filmes baseados em lendas e contos doidos. Então temos Marvel e DC disputando um espaço na cachoeira de dinheiro que jorra do cinema geek. A galera reconta os contos, aumenta um ponto e PÁ, temos aí um monte de coisa pra ver. Que tempo bom pra ser nerd, né?

VAMO QUE VAMO, criei minha listinha de espera em ordem de lançamento:

Logan (2 de março)

A Bela e a Fera (16 de março – mudou de data!)

Power Rangers (23 de março)

Vigilante do amanhã: Ghost in the Shell (30 de março)

Guardiões da Galáxia vol. 2 (4 de maio)

Mulher Maravilha (1 de junho)

PODEROSÍSSIMA. Aliás, uma das coisas que mais gostei no filme Batman x Superman. E essa guitarrinha é fooooda! TURURURUUUUUUUU heiuheiuhei Faço air guitar SEMPRE. Esperanças positivas pra esse filme!

Meu Malvado Favorito 3 (29 de junho)

Homem-Aranha: De Volta ao Lar (6 de julho)

Desde quando vi Guerra Civil e apareceu a palavra QUEENS na tela, e eu dei gritinhos no cinema, que eu soube o quão foda foi o filho pródigo, Peter Parker a.k.a. Homem Aranha, volta para a Marvel a.k.a. fazedora de dinheiro de filmes de super heróis!

Kingsman: O Círculo Dourado (29 de setembro – UK)

Blade Runner 2049 (5 de outubro)

Thor 3: Ragnarök (2 de novembro)

Liga da Justiça (16 de novembro)

Star Wars: Episódio VIII – O Último Jedi (15 de dezembro)

 

Batman vs Superman

batman_v_superman_dawn_of_justice_ver11_xlg

Batman vs Superman: A Origem da Justiça tem tantas falhas de roteiro que dá pena dos atores tentando fazer sentido das coisas.

Atenção, o texto a seguir tem spoleirs, se você não gosta, não continue a leitura.

Aqui vou apontar uns erros que me incomodaram durante as quase 3h de um massante vai pra lá e volta pra cá.

1 – Batman não é muito inteligente

batmanvsuperman_108

Não sou lá muito leitora de quadrinhos. Tenho alguns (gosto do Homem Aranha, X-Men e o próprio Bat), amo algumas histórias (A Piada Mortal, por exemplo) e conheço o Batman do que parecem 200 filmes e games já feito sobre este herói. Ou seja, não sou nenhuma fã assídua nem nada.

Mas puta que pariu, o Batman antes de ser O BATMAN, é um puta cara inteligente. Um gênio. É considerado o melhor detetive do mundo dos quadrinhos e games. Mas só vemos no filme um homem que baseia todo seu ódio num único fato (o de que o Super-homem destruiu tudo e deve se fuder) e ele vai cegamente atrás dele! Que porra é essa, cara? Como que o Batman perde pro Lex? Como que Lex Luthor, que no filme é um cara insano beirando o Coringa, consegue saber a identidade do Super-homem e Bruce Wayne não?

Ele fica puto com o Super-homem destruindo a cidade inteira para acabar com Zod, mas faz quase o mesmo quando luta com ele e o Apocalipse…

Kevin-Hart-What-GIF

Continuando com o fato de construírem um Batman burro, ele não consegue perceber em nenhum momento que está sendo manipulado pelo Lex Luthor. MANO, POR FAVOR. Horrível.

2 – Qual o papel de Lois Lane?

Amy-Adams-as-Lois-Lane-in-Man-of-Steel

Apesar dos filmes, histórias e livros estarem tentando corrigir todo o tempo em que mulheres no cinema foram apenas donzelas em perigo, nesse filme Lois não serve para nada além de ser resgatada. Inúmeras vezes. Não dá pra ser mais donzela em perigo do que a Lois Lane nesse filme. E é irritante porque a personagem em outras ocasiões (outras séries, nos quadrinhos e outros filmes) fazia muito mais do que ser salva.

Aliás, não dá nem pra entender o motivo desse amor todo. Do amor que leva o Super-homem a parar de lutar com o Apocalipse pra ir salvá-la. Pela terceira vez.

3 – O Jornal não tem sentido

Screen-Shot-2015-07-13-at-12.49.24-PM

O cara não quer falar sobre o Batman… coloca o Clark pra falar sobre futebol. E Clark aparece num evento social onde está o Bruce Wayne. Que nada tem a ver com futebol. QUAL A LÓGICA AQUI? Que tipo de jornal não vai falar sobre o vigilante mais famoso de Gotham? Seria como o J.J., do Clarim Diário, parar de publicar coisas sobre o Homem Aranha!

4 – Lex Luthor não fala nada com nada

Lex-Luthor-Batman-V-Superman-Hair-Jesse-Eisenberg

A atuação foi muito esquisita. Não curti, não funcionou pra mim. Claro que o Jesse não tem culpa do roteiro ser fraco e de ter que interpretar um cara que tem uns tiques… ALIÁS, POR QUÊ? Que merda é essa? Quiseram fazer dele um daqueles gênios que têm tiques e só ficou bizarro. Medonho e pouco convincente.

Não tem também um motivo pra ele ser puto com o Super-homem e o Batman. Simplesmente ele resolve que Batman tem que morrer. E é o Super-homem que tem que matá-lo. Mas por quê? Porque o pai era cruel? Porque ele é um megalomaníaco fudido que acha que possuiu o mundo todo? Porque ele sofreu na infância? Não tem um motivo que leva a gente a entender as motivações de Lex Luthor. O que o leva a servir xixi para uma senadora dos EUA no meio de uma audiência ridícula na qual ele consegue convencer um homem a explodir todo mundo.

Não. Tem. Sentido.

5 – O Super-homem tá com cara de sofrência eterna

640_henry_cavill_superman_w

O Super-homem tem duas expressões nesse filme. Sofrido e puto. Fim. Ele perde muito tempo sentindo pena e culpa dele mesmo. Jovem, sai dessa.

6 – Tudo tão forçado. Tão. Tão. Tão forçado!

A raiva do Batman. A cara de cu do Super-homem. A falta de motivo do Lex. A entrada do personagem da mulher maravilha (que segundo a mesma não estava mais vivendo no mundo dos homens – pra que foi buscar a foto que Lex roubou então, caralha?). O plot twist que todo mundo já sabia por causa do trailer.

Uma das piores coisas e mais forçadas do filme todo. A culpa que o Super-homem leva pelas mortes na África. Pra que porra o Super-homem precisaria matar gente com arma? O FILHO DA PUTA SOLTA RAIO ATÉ PELO CU, SE ELE QUISER. CARALHO!

Não basta o Batman levar um revés da Mulher Maravilha (ela rouba o aparelho que ele usou pra roubar os dados da LexCorp). Mas ele tem que mandar um e-mail pra ela junto com AS LOGOS dos super-heróis que ele descobriu num dos arquivos criptografados do Lex.

KKKKKKKKKKK

NÃO SÓ A LEXCORP DESCOBRIU META-HUMANOS, COMO A EQUIPE DE DESIGNERS RESOLVEU CRIAR LOGOS PARA ELES.

Tipo, velho. VELHO. NA MORAL. Sem palavras.

7 – LEVANTA LAZARO!

batman-vs-superman-vs-who-a-rundown-of-what-we-could-and-will-see-in-the-2016-film-541793

Eles matam e revivem o Super-homem em minutos. Nem a dúvida eles deixam rolar. ROTEIRISTAS, essa era sua jogada mais ousada no filme inteiro. E VOCÊS ME FAZEM ESSA CAGADA?

8 – As coisas boas do filme!

wonder-woman1

Vamo ver também que os caras tinham que fazer pelo menos UMA COISA BOA.

Brincadeira, tem coisas boas no filme sim.

Quando a Mulher Maravilha aparece para literalmente salvar o Batman, o clima do cinema inteiro mudou. Sério mesmo. Foi como se o pessoal pensasse “Agora vai!”. Não foi, né, mas deu uma sacudida. Os efeitos especiais da armadura e escudo dela foi bem maneiro. E o laço ficou animal!

GOSTEI:

  • O Batman! Parrudinho DILF. HAHAHAH. Sério, está bem o Batman e o Alfred, tirando as cenas dos sonhos do Batman. E também o fato de terem esquecido todo o dilema moral do Batman, porque no filme ele atira mesmo, tá nem aí. Mas é um Batman bem bruto.
  • As cenas de luta. Entretém. Altas explosões.
  • Flash, Ciborgue, Aquaman (foi um pouco esquisito) e a própria Mulher-Maravilha.

NÃO GOSTEI:

  • Batman sem dilemas morais e burro;
  • Falta de criar empatia dos telespectadores com os personagens;
  • Falta de sentido;
  • Falta de criatividade na hora de introduzir personagens importantes (introduzir os personagens da liga da justiça por e-mail é simplesmente inaceitável);
  • Super-homem medroso e cheio de culpa pra sempre;
  • Lex Luthor com tiques e falando coisas sem sentido;
  • Lex Luthor dentro da nave e fazendo coisas que deveriam ser mais protegidas, visto ser de uma sociedade mais avançada (tipo criar o Apocalipse apenas com o sangue dele, aguinha da nave WTF e um ok de uma voz etérea);

Sei lá, o filme entretém, provavelmente vai fazer um monte de dinheiro. Suficiente pra manter os atores trabalhando de boas nas continuações. Eu mesma vou ver a Liga da Justiça. Gosto de quadrinhos e super-heróis e por isso vou estar lá em quase todos os filmes, mas não consigo assistir nada sem reparar essas falhas.

Podemos trocar esse filme por todos os games da franquia Batman? Aliás, vamos trocar todos os filmes do Batman por qualquer jogo do Batman. VAMO JOGAR QUE É MELHOR. <3

bak-feature-image

Saiu o trailer completo do Homem Formiga

Ant-Man-1

Mais cedo tinha saído uma versão pequena, mas agora o trailer completo e o personagem do Michael Douglas tentando dar lição de moral no Homem Formiga, que também não curte o nome do herói. Compreensível. Assista:

“Scott, tenho observado você por algum tempo. Você é diferente. Não quero ninguém lhe dizendo que não tem nada a oferecer. Segundas chances não aparecem assim o tempo o todo. Eu sugiro olhar isso mais de perto. Esta é a sua chance. De ser merecedor daquele olhar da sua filha. De ser o herói que ela já pensa que o é. Não é uma questão de salvar o nosso mundo, é sobre salvar o mundo delas. Scott, preciso que seja o Homem-Formiga.”

“Ham… Uma pergunta: é tarde demais pra mudar o nome?”

O filme estréia no Brasil no dia 16 de julho e o pessoal do Tumblr já nos agraciou com um gif da mudança corporal do Paul Rudd:

tumblr_nhsfx0NpvH1s4juazo1_r1_500

Saiu o trailer do filme Tomorrowland

“E se existisse um lugar. Um lugar secreto. Onde nada é impossível. Um lugar milagroso onde você pode realmente mudar o mundo. Você quer ir?”

O primeiro teaser mostra Casey Newton (Britt Robertson), uma jovem problemática que tá saindo da cadeia (acho que só da delegacia?). Entre as coisas que estão sendo devolvidas a ela, está um broche que ela não reconhece. Um broche que a transporta para outro mundo, Tomorrowland, um lugar onde “nada é impossível”.

Também vemos uns rostos bem conhecidos no elenco:

elenco-tomorrowland

YES! Tomorrowland estréia dia 22 de maio de 2015 nos EUA e ainda não tem data definida de lançamento aqui no Brasil. VAMOS ESPERAR!

As Tartarugas Ninja

Na semana passada, eu fui ver “As Tartarugas Ninja” e vou te dizer… Falta alguma coisa. Na verdade, pra começo de história, faltou um roteiro bacana. Mas vê só… que porra vai fazer sentindo num filme onde os personagens principais são 4 tartarugas com nomes de pintores renascentistas, cujo “pai” é um rato?! Holy fucking shit, né? Ok, talvez fosse possível, mas bora lá.

ATENÇÃO, AS LINHAS A SEGUIR CONTAM SPOILERS #VIDALOKA, SE VOCÊ AINDA NÃO ASSISTIU E TEM FRESCURA, NÃO LEIA O RESTO. Se você assistiu (ou não) e não se importa, WELLCOME TO HOGWARTS SCHOOL OF WITCHCRAFT AND WIZARDRY.

Certo, vamos introduzir (ôê) as tartarugas: tartarugas-ninja

Ok, já que agora vocês já sabem identificar os brothers, o novo filme os transformou nessa mistura meio bizarra de Fiona (do Shrek) com algum alienígena de qualquer filme B, vamos ao que interessa…

tartarugas-ninja-2014

Até aí tudo bem, vi uma galera dizer que eles deveriam parecer mais medonhos mesmo, afinal, são um produto de mutações genéticas e etc e tal. Mas, porra, se o lance era deixar a coisa mais “realista”, por que não fizeram tipo o que o ilustrador Ancorgil pensou (peguei essa dica marota do site das meninas do nerdivas que nem sabia que existia – bom achado!):

tmnt_by_ancorgil-d7456g5

Bacana, né? Mas nem vou me prolongar na estranheza que é o 3D das tartarugas. Vou partir pro pronto mais fraco do filme: o roteiro. Aí vai a sinopse (de acordo com o Cinepop):

Crime e medo se espalham pelas ruas enquanto o Destruidor e seu maligno Clã do Pé dominam tudo com punho de aço, da polícia aos políticos. O futuro parece incerto até que quatro irmãos marginalizados, sobreviventes de uma experiência que deu errado, surgem do esgoto e assumem seu destino como os mais novos vigilantes mascarados. Confrontados com os diabólicos planos de domínio do Destruidor, estas Tartarugas Ninja estão prestes a se unirem com a destemida repórter April O’Neil (Megan Fox) e seu operador de câmera sagaz Vern Fenwick (Will Arnett) para salvar os cidadãos de Nova York“.

O que esperar de uma gangue conhecida como Clã do Pé (heueiuhei)? Bora lá. A ideia principal do filme (que tem 2 vilões principais – Erick Sacks e o Destruidor) é liberar uma toxina na cidade e os vilões serem os únicos capazes de ter o remédio para curar a população. O remédio vem da mutação das tartarugas e pra isso é necessário drenar o sangue delas. Alguns detalhes que me incomodaram:

Detalhe nº1- Erick Sacks só descobre sobre as tartarugas lá pro final (Como ele poderia saber que daria certo usar o sangue delas pra criar o antídoto? Sem teste, sem nada? Caso não soubesse das tartarugas, como eles iriam soltar a toxina na cidade sem uma cura? Porque o plano era soltar a toxina, querendo ou não).

Detalhe nº2- Um dos desejos do Eric Sacks é se tornar extremamente rico. Tipo, o filho da puta mora em uma mansão enorme com milhares de segurança e tudo o mais e o motto dele é ser RICO. VSF.

Detalhe nº3- Atuação fraquinha de todos os humanos. Eu até gostei das tartarugas e do Mestre Splinter.

Vamos lá, quem assistiu ao desenho quando era criança e até os desenhos de hoje, está acostumados com o senso de humor das tartarugas. Principalmente Michelangelo, que parece parece ser meio demente. O filme manteve o humor e o desejo incontrolável por Pizza. Especialmente as de queijo. Pelo menos isso tá ok.

Detalhe nº4- Se você é um vilão que quer produzir um antídoto que precisa do sangue de tartarugas modificadas geneticamente e precisa, repito PRECISA, do sangue delas pra continuar a gerar o antídoto. Qual é a lógica em matá-las? Se matá-las, não vão conseguir produzir a porra do antídoto, né?

Detalhe nº5- Você precisa do sangue das tartarugas, mas deixa para trás uma delas porque, aparentemente, ela acabara de morrer. E você, QUE PRECISA DO SANGUE DELA, vai deixá-la lá. Sinceramente, quem escreveu essa porra merece o Framboesa.

Detalhe nº5- Não entendi muito bem os motivos d’O Destruidor. Talvez porque foi mal contado e nem lembro. Na real, nem parece que ele tem um motivo… vou rever quando chegar no PopCorn Time ou Netflix.

Um resumo REAL: as cenas de luta são legais. O humor é bacana. As atuações são fracas e o roteiro é MAL PLANEJADO. Não foi tão ruim quanto eu esperava (eu já sabia que não seria grande coisa, é uma sessão da tarde bacana) e saí de lá com uma pequena vontade de jogar o game do Super Nintendo.

Cowabunga

Se eu tivesse que dar uma nota, eu daria 5,0 pra eles irem pra recuperação e poderem passar na final. Embaixo, algumas fotos do filme:

donatello-1

leonardo-1

michelangelo-1

o-destruidor rafael-1