Ando vendo por aí

não sei o que pensar de um homem aranha apadrinhado por tony stark... SEI LÁ

ver imagem

Drillbit Taylor

Drillbit Taylor

Ontem eu fui ver Meu nome é Taylor, Drillbit Taylor. Tô de férias, sem nada pra fazer, daí resolvi que um filme por dia seria legal.

Na verdade o filme nem é tão ruim. É aquele típico filme pra ver a tarde. Owen Wilson continua sendo o mesmo. E, não sei se vocês já sacaram, todo filme que ele faz alguém quebra o nariz já quebrado dele.

Tá, vamos pra história.

Primeiro conhecemos Drillbit. Ele é um cara que vive na rua, pedido esmolas e quer ir para o Canadá, porque lá ele pode mudar de vida… Uma das primeiras cenas é ele tomando banho pelado no chuveiro da praia.

Ok, fora o trauma de ver a bunda de Owen Wilson, o filme conta a história de 3 meninos estranhos que acabaram de entrar na High School. Wade é o menino mais magricela que eu já vi na vida. Sério, de lado ele nem aparece. Ele é inteligente e tal, e se apaixona de cara por uma asiática CDF. Ryan é o gordinho da turma. Toda turma tem que ter um gordinho. Ele faz Rap, e gosta de ser chamado de T-Dog – ele não sabe porque escolheu esse nome, simplesmente acha que soa cool. Emmit é feio e pequeno. Mas muito feio e muito pequeno mesmo. Ele cabe no armário da escola! (HAHA). Todos os três são altamente moles, e tem um malandro na escola que pega nos pés dos três. E baixa o cacete mesmo.

O que fazer pra fazer esse cara parar de bater neles? Contratar um guarda-costas (com o dinheiro da mesada). É óbvio que a única pessoa que aceita é aquele cara que tá mais fudido do que todos os outros e não tem p. nenhuma. O mendigo. Drillbit Taylor, que se passa por guarda costas e enrola os garotos pra conseguir algum dinheiro pra poder, finalmente, ir para o Canadá.

Drillbit Taylor

Enfim, bonzinho de ver dou 6,5 porque perder o dedo mindinho não é bacana não. Oo Não sacou? Vá ver o filme, então!