Ando vendo por aí

O que acho dessa teoria maluca dos Astronautas do Passado

ver post

não sei o que pensar de um homem aranha apadrinhado por tony stark... SEI LÁ

ver imagem

Minha viagem para Orlando

Finalmente resolvi que era a hora de falar sobre a viagem dos meus sonhos! Foram basicamente 300 fotos por dia, muitas gargalhadas e muitos momentos completamente incríveis e inesquecíveis. Vou falar tudo o que rolou nesses 10 dias e dar dicas pras pessoas que sonham e realizarão seus sonhos algum dia.

PS: pro post não ficar ridiculamente enorme, vou dividir em 3 partes. Nessa primeira parte vou falar de algumas sobre minha experiência na cidade, primeiras impressões e coisas antes de ir pros parques, no seguindo eu falo sobre os parques da Disney e no terceiro, sobre a Universal Studios.

Eu sempre quis ir pra Disney. Desde que me entendo como um ser pensante, eu queria ir pra os parques e TODOS os brinquedos possíveis. Eu tinha bonés do Mickey, joguinhos dos personagens e era/sou apaixonada pelos desenhos da Disney. Não, sério, até hoje as pessoas me presenteiam com coisas (especialmente camisas/camisetas) com a cara do Mickey Mouse. Aceito com um sorrisão no rosto. Amo.

Então depois desse tempo todo apenas sonhando, tive a oportunidade de visitar os parques. Cara, não vou negar. É absurdo de demais. Você chega lá (em qualquer parque!) e fica completamente deslumbrado, cara!

Tem muita coisa acontecendo ao seu redor e você começa a desejar ter mais do que apenas um par de olhos! É tudo muito bonito, as cores são vibrantes, tem animais (de verdade e de mentira) passeando pelos parques como se não fosse nada de mais, é-assim-que-a-banda-toca-por-aqui.

Tem uns esquilinhos que ficam te observando de lado (desconfiadíssimos), uns patinhos passando pra lá e pra cá. Acho que não pode alimentar os bichos, mas não era difícil ver alguém dando um amendoim pros esquilos (eles vão lá pegar se tu oferece!) e as criancinhas tentando pegar os patinhos. Aliás, quando os personagens da Disney apareciam no parque, as crianças endoidavam e ficavam tipo:

As lojas e as redes de fast-food são incríveis. Pra se ter uma ideia da imersão no mundo da Disney, é possível comer no Pizza Planet, aquele fast-food de Toy Story (e foi onde comi, obviamente). Aliás, tem uns jogos tipo Arcade lá, igualzinho ao filme. Muito bacana.

Mas vou começar do começo! Se você tá se preparando pra viajar, recomendo ler esse post primeiro! Vamos lá!

1- O voo

Tenho um cagaço tremendo de avião. Não tô falando daquele medinho tipo ‘ui, que medo‘, tô falando de desespero, tô falando da porra do avião tremer no meio ar e você dá uma levantadinha da cadeira, pra checar o que tá havendo. Tô falando de dar aquela olhada nervosa na aeromoça, porque na sua cabeça ela tá escondendo uma falha mortal no avião. Tirando essas paranoias, o voo com a Copa Airlines foi bastante tranquilo. 12h de vôo com escalas no Panamá. Se não me engano, foram 8h do Rio (sou de Recife, mas tinha ido pro Rock in Rio) pro Panamá e mais 3h do Panamá pra Orlando (1h sem fazer eggs lá no Panamá).

Nos vôos mais longos, a Delta utiliza um boeing mais moderno e cada cadeira tem uma telinha pra você escolher entre alguns filmes, seriados, programas de TV e música. Foi bem interessante e se você é como eu e não dorme nem a pau no avião, talvez consiga enganar um pouco o seu cérebro. Eu vacilei e não tirei foto do avião. Buuuu.

A comida é bem tranquila. Tinha que escolher entre Macarrão com carne e Arroz com purê. Macarrão com carne sempre, né, gente. Depois tinha uns sanduíches bem gostosinhos pros  lanches e de vez em quando o piloto falava qualquer merda… Me dava logo um desespero quando o piloto começava a falar…

A única coisa que me irritou profundamente durante este processo, foi a mala que chegou fudida lá em Orlando. Estava linda e maravilhosa e voltou manca. Isso me deixou puta.

Fora isso, eu recomendaria a Copa… e os preços no Aeroporto do Panamá são bem legais e sem impostos.

2- Chegando em Orlando

Depois de 12h com os olhos arregalados, terra firme é um excelente negócio. Já no avião, o comissário te dá um papelzinho pra você escrever onde vai ficar, se tem frutas ou comidas na mala, bebidas, o quanto de dinheiro cê tá levando… Você vai responder essas perguntas e um oficial (já dentro do aeroporto), vai dar uma olhada se tá ok.

Você vai ficar numa fila até chegar a sua vez de ser entrevistado por outro oficial. Ah, cê também vai ter que dar tuas impressões digitais e responder a algumas perguntas. O cara que me entrevistou foi bem simpático, falava português e claramente tinha alguma ascendência mexicana ou de algum lugar latino. Me perguntou novamente quanto eu tinha, com quem eu estava, quanto tempo eu iria ficar, e, por algum motivo, se eu tava com uma cachacinha na mala. “E aquela cachacinha?” kkkk juro.

Eu fiquei nervosa. Não me entenda mal, eu falo inglês bem, mas de repente eu tava fazendo, tipo…

3- Primeiras impressões

Deixa eu dizer logo que nem tirei fotos. Poderia dar vários motivos, mas só vou dizer um: preguiça. Minha câmera não é exatamente pequena, não quis ficar com ela no pescoço e dava mó preguiça tirar ela da bolsa e ficar fotografando aleatoriamente.

O que posso dizer é que a cidade é bem bonita, limpa, as estradas são ridículas de boas, bem sinalizadas e GRANDES. As pessoas são simpáticas e praticamente tudo é voltado para o turismo. Tem hotel e condomínio fechado em TODO lugar, ou seja, quem viaja desavisado não fica na rua em Orlando. Tem bastante lugar que é aberto 24h. Principalmente fast-foods da vida.

Sobre as estradas… foi um grande choque entender que muitos lugares de Orlando não tinham iluminação nenhuma. ZERO. Esses lugares são distantes dos centros comerciais e depois você percebe que não é necessário ter um post a cada X metros. O mais legal de tudo, é que mesmo assim, é completamente seguro andar (de carro) por lá, porque as ruas têm marcação que brilham a noite e é tudo cheio de placa. Preste atenção nos limites de velocidade, lá essa parada é levada a sério e eu acho que você não vai poder comprar o guardinha (que fica escondido atrás das moitas, que nem nos filmes!) com 10 conto kkkkk

4- Táxis x Carro

Você precisa, eu repito PRECISA, de um carro em Orlando. As coisas são distantes e os táxis são caros! Os espertos sacam que somos turistas e cobram $30 numa corrida que é $10.

Nós alugamos um carro lá pela AW7 e foi bem tranquilo. Como essa empresa faz parte da All Tour, que tem parceria com a CVC, que foi onde compramos o ingresso, tudo aconteceu de forma muito natural. Aliás, foi na AW7 que encontramos os melhores preços. Alugamos o Corolla por ele ser o mais barato. Se você tiver com uma grana sobrando, tem carros muito legais tipo o Jeep e Camaro. Ah, e vem o GPS – que é muito necessário – totalmente em português.

Dica: alugar o carro em Orlando sai MUITO mais em conta do que se você alugar do Brasil. As agências de viagem, eu vim perceber, te sugam até sua alma se você deixar.

5- Hotel / Condomínio

Eu peguei uma promoção legal e acabei pagando um preço muito bom pelo hotel, no hoteis.com. Ficamos no Legacy Vacation Club. Na verdade são uns apartamentozinhos. No quarto que ficamos tinha duas camas de casal (no mesmo quarto), um banheiro, uma salinha com TV à cabo, uma cozinha bem pequena com um frigobar e um microondas. Se você não fizer uma feira, dá pra ficar lá de boa. Mas acredito eu, que eles tenham opções com maiores quartos e etc. Eles nos dão um cartãozinho eletromagnético pra gente entrar e a limpeza do lugar é com quem tá dentro.

Como eu sou muito paranoica e penso que qualquer um do hotel pode abrir e fuçar minhas coisas a qualquer momento, no final das contas, achei que seria melhor pra minha sanidade mental ter alugado um apartamento normal ou uma casa dentro de um condomínio fechado. Toda vez que eu entrava no hotel, imaginava que todas as minhas compras já estavam passando pela fronteira do México.

Enfim, deu tudo certo. Nada foi roubado e tudo é muito calmo em Lake Buena Vista. A única coisa que achei barata de se comprar aqui direto do Brasil foi a hospedagem! De boa!

6- Comida

Comida em Orlando é o que não falta. Tem pra todos os gostos. Tem chinesa, japonesa, portuguesa, italiana, brasileira… Dá uma pesquisada online, pega o endereço, põe no GPS e ganha o mundo! Ah, uma coisa, o povo em Orlando é louco por desconto. E funciona. A gente foi comer no Camilla’s (self-service brasileiro – não é essas coisas todas não, mas pra quem só tava comendo hamburguer é o-que-há!), levamos o cupom e ganhamos 10% de desconto! Yay!

Sobre o Camilla’s… cara, eles têm refil de guaraná Dolly. Gente, quem porra vai pra Orlando tomar Dolly? Tem que ver isso aí.

7- As compras

Sabe quando você sempre escuta alguém que viajou dizendo que os preços são absurdos… então… esse é você vendo os preços do Walmart em Orlando pela primeira vez:

Dá logo vontade de fazer a feira. Guarde um dinheiro específico pra compras de lanche e água, principalmente se você vai visitar os parques. Eu e meu irmão levávamos biscoitos, chocolate e e muita, MUITA ÁGUA.

Outro lugar que endoidei o cabeção foi na Best Buy. Puta que pariu! A vontade que dá é de sair comprando a loja toda, o tanto que precisei me controlar!

ALIÁS, tem muito centro de compras em Orlando. Com 70% de desconto e a porra toda, então vai com a mala vazia, véi! É sério heuiheuiheui

8- Os parques

A melhores coisas de Orlando são, OBVIAMENTE, os parques. O valor do estacionamento da Disney é $14 e o da Universal é $15, então quando for pra lá, já vá ligado. Véi, sério, anota em algum lugar onde tá seu carro, tira foto, qualquer coisa. Porque o estacionamento de TODOS os parques é ENORME e fica LOTADO. A gente se perdeu no Epcot Center (e em basicamente todos os outros) kkkk. Os parques da Disney são demarcados por personagens, tipo “Peter Pan”, “Simba”… anota essas paradas senão você vai ficar puto na hora de sair.

Outra coisa que sai muito mais em conta comprar lá é o ingresso dos parques. MUITO MAIS. Da próxima vez que eu for, já sei que só compro lá, na hora, no caixa, sem burocracia. A única coisa que pode ser ruim é que você compra à vista tudo por lá, né. Não tem essa de dividir, mas isso vocês provavelmente já sabem. Se você tá com a grana na mão, é melhor comprar nos parques. Se você só pode dividir, então é mais interessante comprar por agências de viagem.

8.1- Almoço nos parques

Resumindo em uma palavra: FAST-FOOD. Tem que ser rápido, né, senão como você vai conseguir ver tudo do parque? Mas tem comida pra todo gosto, desde hambúrguer a Macarrão (com um molho massa chamado Alfredo!), de Hotdog à costela de porco. Tem pra todo gosto

Não se esqueça de levar protetor solar, chapéu, lanches e água. Também é interessante levar guarda-chuva/ capa de chuva porque Orlando é a coisa mais doida do mundo. Num segundo tá fazendo um sol, aquele calor escaldante, no outro tá chovendo como se fosse o apocalipse.

Depois eu continuo a série, e falo sobre cada parque da Disney e depois da Universal! Se esse também for um sonho seu, não deixe de ir, é incrível!

  • Vc sabe quem é

    ‘Milena, guarde está b….’ suahsuahsuashuashuashuas

  • Patricia Angelica

    HAHAHAHAHA! Adorei, Miaaaaaaaaaaaa! Que lindo que você realizou esse sonho… <3

  • Mia

    Lane, doente heiuehiuehie eu vou postar esse vídeo quando tiver falando dos parques. kkkkk

  • Renata Primavera

    Excelente post, bem informativo!
    Também estou me aventurando pelo mundo dos parques temáticos. Criei um site sobre o assunto, o Park-A-Holic (www.parkaholic.com), espero que gostem!
    Abs

  • Mia

    Legal. Preciso voltar de novo pra a Universal e ver a nova etapa do Harry Potter! ;~

  • Lívia

    Esse ano eu vou viajar pro mesmo lugar e estou muito, mas muuuuuuito nervosa. Vou a loucura quando penso “mas oq eu vou levar/comprar/comer/etc”. Daí eu entro em histeria e o pessoal tenta me acalmar. Já saí até stalkeando uns sites pra ver o preço das coisas (o seu foi uma das vítimas kkkkk).

    Obrigado pelo post, me ajudou muito.

    http://aschatasdegalocha.blogspot.com.br/

  • Mia

    Véi, se divirta muito. Tire muita foto. Não deixe de ir na Universal, porque fizeram um lance novo no parque do Harry Potter (que é uma das melhores coisas!). Vá a noite na Universal, no Citywalk. Eu não consegui ir, ficava exausta de tanto andar de dia!. Mesma coisa com o Downtown Disney. PORRA, VAI SER FODA. ME LEVA, VÉI! kkkkkk

  • anna

    nossanajudou muitoooo vou a orlando mes que vem vou anotar TUDO
    primeiro post que leio seu.Valeu Mia