Ando vendo por aí

O que acho dessa teoria maluca dos Astronautas do Passado

ver post

The Witcher vai virar seriado e eu nem chorei, fiquei só tremendo

Geralt de Rívia

POIS É. SEGURA ESSE MEU CORAÇÃO.

Netflix vai produzir A Saga do Bruxo Geralt de Rívia, esse homão da porra, e MANO DO CÉU, PUTA QUE PARIU.

Fiquei só tremendo meme

Não foi lançada muita informação sobre o seriado, mas vou falar pra vocês sobre essa saga e porque eu tô tão animada! Eu ia postar sobre isso quando finalmente terminasse todos os livros, mas não dá pra ignorar essa notícia. Tô pensando nela desde que eu li! Tô perplecta!

A história foi escrita como uma série de contos (com o nome Wiedźmin), depois transformados em livros, pelo polonês Andrzej Sapkowski e o primeiro livro, O Último Desejo, lançado em 1993. O que é curioso, já que o segundo, A Espada do Destino, foi em 1992. Acho que ainda não tinha uma ordem certa lá.

Eu conheci essa saga maravilhosa porque joguei o jogo The Witcher 3 Wild Hunt (pra PS4). QUE JOGO, MEUS QUERIDOS.

Geralt de Rívia

No jogo, controlamos 2 personagens. Geralt de Rívia e Ciri <3.

Geralt e Ciri - The Witcher Wild Hunt

Geralt é um bruxo, o que na saga quer dizer que foi uma criança que passou por processos mutacionais para se tornar um bruxo. Ele é um caçador de monstros por recompensa e possui uma série de habilidades não humanas, devido as suas mutações. Também devido a isso, ele tem os cabelos brancos e olhos amarelos, como os de um gato. O bruxo também consegue, por meio de uma espécie de magia, lançar o que são chamado nos livros e jogos de sinais (nos jogos: Aard, Igni, Yrden, Quen e Axii. Nos livros: Aard, Igni, Yrden, Quen, Heliotrop, Somne e Axii). Sendo cada um dos sinais, um poder diferente.

Sinais - The Witcher Wild Hunt

Sinais (do jogo)

O bruxo é mais rápido, tem mais força e estamina, consegue ouvir e ver melhor do que os outros bruxos porque foi submetido a mutações experimentais, além de usar elixires para melhorar seus sentidos nas batalhas. Geralt é muito anti-político (não se envolve nas guerras políticas, nem escolhe lados) e tem um código de moral/ética muito forte, não mata/ou evita, seres sencientes.

Ciri é a princesa herdeira de Cintra (pelo menos nos livros), é a Criança Surpresa e está ligada a Geralt pelo Laço do Destino. Ela é muito poderosa e tem pouco controle/conhecimento da dimensão de seus poderes. Nos games ela é a Senhora do Espaço Tempo, resumindo, ela é foda pra caralho. Ela é a criança destinada a Geralt mesmo antes de seu nascimento. Tem cabelos brancos como os dele e olhos verde esmeralda. (Meu personagem favorito de todos, socorro).

Ciri - The Witcher Wild Hunt

E por conta do jogo, descobri uma série de 6 livros! Sem pretensão nenhuma, me vi completamente apaixonada pela narrativa e personagens. Devorei 4 livros em 2 meses. Tô aqui na metade do 5º. Vou focar um pouco na história dos livros (ainda não terminei a saga, mas segura o hype e o…

SPOILER ALERT! Pequenos spoilers, continue a leitura com cautela.

Vamos lá, começar do começo. Esses são os livros que existem da Saga do Bruxo (com links pra Amazon):

O Último DesejoA Espada do DestinoSangue dos ElfosTempo do DesprezoBatismo de FogoA Torre da AndorinhaA Dama do LagoSeason of Storms
impressoimpressoimpressoimpressoimpressoimpressonão lançado ainda em português não lançado ainda em português
kindlekindlekindlekindlekindlekindlenão lançado ainda em português não lançado ainda em português

Os livros contam, obviamente, as histórias do Bruxo Geralt de Rívia…

Os primeiros personagens que conhecemos são nosso herói Geralt, caçador de monstros por recompensa, e seu melhor amigo, companheiro de viagens e poeta Jaskier (que em inglês é Dandelion).

Geralt e Jaskier (Dandelion)Geralt e Jaskier (Dandelion)

A interação entre os dois é hilária. Enquanto Geralt é um assassino treinado, veloz e bruto, Jaskier é delicado, evita briga a qualquer custo, mulherengo e não anda sem seu alaúde. Jaskier segue Geralt por todos os reinos para viver aventuras (muito perigosas, por sinal), ser salvo por ele em diversas ocasiões (e salvá-lo em algumas outras) e compor baladas sobre sua vida (em especial a amorosa). É muito interessante a dinâmica dos dois e em como eles são O EXTREMO OPOSTO um do outro.

É muito legal a forma como o escritor reconta histórias e lendas muito antigas, como algumas dos irmãos Grimm, de uma forma completamente nova e adaptada para sua fantasia. É interessante ver a nova roupagem da Bela e a Fera, Branca de Neve e A Pequena Sereia, por exemplo. E quando você vai entendendo as referências vai ficando simplesmente de olhos arregalados. Isso, pra mim, é muito mágico.

O universo criado pelo Andrzej é bastante grande, vivo e mortal.

Mapa da Saga de Geralt de Rívia

A quantidade de monstros e intrigas e guerras e traições é intensa! Ler sobre o Geralt matando bandidos e monstros e extremamente visual. As descrições enchem os olhos. Você quase pode ver e sentir o cheiro do sangue escorrendo pela espada de prata, ornamentada com runas. Felizmente temos as artes dos jogos e dos artistas talentosos que também são fãs da saga para nos dar o recurso visual lindo de se ver:

E não só a quantidade de monstros e descrições, graças a ambos, game e livro, também temos fortes personagens mulheres. Em especial as feiticeiras que são incríveis e tem voz própria e objetivos. Uma das minhas personagens favoritas pela coragem e tocação de foda-se, é a incrível Yennefer de Vengerberg.

Yennefer de Vengerberg - The Witcher Wild Hunt Yennefer de Vengerberg

Yennefer, como a maioria das feiticeiras, também passou por processos de mutação, que a deixaram infértil (assim como os bruxos, aliás). E o maior desejo dela é ser mãe. Nos primeiros livros ela busca desesperadamente esse objetivo, chegando a muitas vezes manipular descaradamente Geralt para que faça acontecer. Yennefer é aquela parada: ou você ama, ou você odeia, não tem meio termo. Ela é, no final das contas, a grande paixão de Geralt de Rívia.

Ela só para de tentar ajuda da magia com o aparecimento de Ciri, que acaba se tornando sua filha.

Yennefer de Vengerberg e Ciri

A história, por vezes, é também contada do ponto de vista de outros personagens, e isso a torna muito excitante em alguns momentos. Tipo, do ponto de vista da Ciri perdida num deserto em que ninguém sobrevive. Só palmas.

Geralt de Rívia e Ciri

Eu não tenho o coração pra ficar dando spoilers aleatórios dos livros porque é tão bom ir descobrindo as coisas e acompanhando e, se você for mole feito eu, chorando de reencontros lindos como este:

Geralt de Rívia e Ciri

Andrzej descreve a guerra de forma brutal e o pós guerra de forma viceral. Ciri é o resultado e imagem de tudo o que é perdido durante uma guerra. Acompanhar o desenvolvimento de uma criança que sofre tanto com as mazelas das quais não entende é bastante emocional. Acompanhar reinos desejando a morte da criança, porque ela é a única herdeira de um trono é bastante político e dentro do contexto de qualquer civilização que já existiu.

Apesar de fantasia e setada num mundo medieval e paralelo, A Saga do Bruxo Geralt de Rívia é muito atual. E é possível ver de onde o escritor tirou todas as suas referências de destruição.

Do nosso próprio mundo. 

Apenas leiam e, se quiserem, comentem aqui suas opiniões. Eu ainda vou falar muito sobre essa série.

Então, Netflix, eu nunca te pedi nada. Não caga com essa saga, por favor.